sicnot

Perfil

Economia

CDS-PP diz que greve na TAP pode acabar com a empresa

O líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, defendeu hoje que a greve na TAP "pode acabar com uma empresa de referência", apelou aos pilotos que reconsiderem a paralisação e afirmou que "há um limite para a irresponsabilidade".

No debate quinzenal, no parlamento, o presidente da bancada centrista fez um apelo aos pilotos, para que, "em nome da TAP, em nome da economia nacional, reconsiderem esta decisão que, em última análise, pode acabar com uma empresa de referência".

"Há um limite para a irresponsabilidade, há um limite para o egoísmo", disse.

"A TAP é uma empresa prestigiada, embora saibamos que com dificuldades. Foi convocada uma greve de 10 dias num só mês. Isto vai afetar o turismo, a economia portuguesa, os passageiros, mas também, e se calhar sobretudo, a própria empresa", declarou.

De acordo com Nuno Magalhães, "os pilotos sabem que as reivindicações não estão no acordo que assinaram há meses, há poucos meses".

"Estamos do lado daqueles que querem resolver o problema, não estamos do lado daqueles que querem criar ainda mais problemas", afirmou.

Nuno Magalhães começou por se referir ao Programa de Estabilidade anunciado pelo Governo na quinta-feira, declarando que o executivo "decretou a certidão de óbito da sobretaxa do IRS", que terminará em 2019.

"Está faseado, é realista, é o que podemos", defendeu, reiterando ainda defesa da "redução da despesa do Estado".

Sobre a reforma do sistema de pensões, que, segundo o Governo, envolve um corte de 600 milhões de euros, Nuno Magalhães reiterou que é uma reforma que "é necessário fazer" e que "o que se esperaria do PS" era um "contributo para esse esforço". 

"Vamos ter esperança de que no debate de quarta-feira haja um projeto de resolução com propostas, com alternativas do PS", afirmou.

O líder parlamentar centrista renovou ainda defesa pela descida do IRC, reiterando o argumento do CDS-PP de que "não é uma questão ideológica ou programática", mas uma medida de pragmatismo, para tornar o país mais competitivo e criar emprego.

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17