sicnot

Perfil

Economia

INE revê em baixa valor do défice em 2014 que se mantém nos 4,5%

O INE reviu hoje em baixa o défice das administrações públicas em 2014, apurando um valor de 7.716,9 milhões de euros, uma alteração que mantém o rácio do défice nos 4,5% no ano passado.

(Reuters/ Arquivo)

De acordo com a revisão à primeira notificação do Procedimento dos Défices Excessivos, que o Instituto Nacional de Estatístico (INE) divulgou a 26 de março, o défice orçamental no ano passado foi de 7.716,9 milhões de euros, contra os 7.822,3 milhões que tinham sido inicialmente apurados, uma revisão que não altera o rácio do défice sobre o Produto Interno Bruto (PIB), que foi de 4,5%.

 

O INE indica que "esta revisão deveu-se sobretudo à incorporação de informação entretanto obtida respeitante à contribuição de Portugal para o Orçamento da União Europeia" e destaca que os resultados relativos a 2014 "mantêm uma natureza provisória", até porque "não existe ainda informação suficiente para o registo definitivo da capitalização do Novo Banco".


Lusa

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35