sicnot

Perfil

Economia

Programas de estabilidade e de reformas só ficarão fechados após debate parlamentar

O primeiro-ministro afirmou hoje que os programas de estabilidade e de reformas aprovados na quinta-feira em Conselho de Ministros só ficarão fechados na próxima semana, após serem debatidos no Parlamento, podendo vir a sofrer adaptações.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

MIGUEL A. LOPES

"Será na sequência dessa discussão que o parlamento fará na próxima quarta-feira que, no dia seguinte, o Conselho de Ministros fechará os documentos, significando isso portanto que haverá sempre alguma margem, evidentemente, para que adaptações ainda possam ser introduzidas no Plano Nacional de Reformas e no Programa de Estabilidade - caso o Governo entenda, na sequência do debate parlamentar, que isso se justifica, naturalmente", declarou Pedro Passos Coelho.

 

O chefe do executivo PSD/CDS-PP fez este anúncio no início do debate quinzenal na Assembleia da República, defendendo que aqueles programas relativos aos próximos quatro anos devem ter "um nível de participação alargado", ainda mais tendo em conta que o Governo PSD/CDS-PP termina este ano o seu mandato.

 

"Faz sentido redobrado o cuidado em ouvir a oposição nesta matéria. Sabemos que um ciclo legislativo irá terminar, um novo ciclo se irá iniciar. Redobrados cuidados há, portanto, que colocar na auscultação e na responsabilização de todos os agentes políticos", defendeu.

 

 

Lusa

  • Pontos essenciais do Programa de Estabilidade

    Economia

    Repor os cortes salariais na totalidade aos funcionários públicos em 2019 e eliminar a sobretaxa de IRS. São duas das medidas anunciadas pelo Governo, depois do Conselho de Ministros ter aprovado o Pacto de Estabilidade e o Plano Nacional de Reformas. A discussão no Parlamento está agendada para a próxima semana. Mas há mais:

  • Governo devolve mais 20% dos salários da Função Pública em 2016
    1:54

    Economia

    O Governo vai voltar à carga com os cortes nas pensões e vai devolver apenas mais 20% dos salários dos funcionários públicos, no próximo ano. As decisões foram tomadas esta quinta-feira no Conselho de Ministros que aprovou o programa de estabilidade. Um documento que prevê ainda o fim da Contribuição Extraordinária de Solidariedade nas pensões, até 2017. A sobretaxa de IRS acaba em 2019.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".