sicnot

Perfil

Economia

BPI informa que proposta que fez pelo Novo Banco não foi selecionada

O BPI informou este sábado o mercado de que a proposta que fez para a compra do Novo Banco não foi selecionada para a terceira fase, tendo a entidade sido notificada disso mesmo pelo Banco de Portugal (BdP).

"Por solicitação da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), informa-se que o Banco de Portugal notificou o banco BPI de que a sua proposta não foi selecionada para a terceira fase do procedimento de alienação do Novo Banco", refere o BPI em nota enviada à CMVM. (Arquivo)

"Por solicitação da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), informa-se que o Banco de Portugal notificou o banco BPI de que a sua proposta não foi selecionada para a terceira fase do procedimento de alienação do Novo Banco", refere o BPI em nota enviada à CMVM. (Arquivo)

© Hugo Correia / Reuters

"Por solicitação da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), informa-se que o Banco de Portugal notificou o banco BPI de que a sua proposta não foi selecionada para a terceira fase do procedimento de alienação do Novo Banco", refere a entidade liderada por Fernando Ulrich em nota enviada à CMVM.  

A segunda fase do processo de venda do Novo Banco terminou na sexta-feira, tendo sido selecionadas cinco das sete entidades que estavam na corrida para apresentarem propostas vinculativas até ao final de junho, anunciou o BdP.

"O Banco de Portugal convidará as entidades selecionadas a apresentarem, até ao final de junho de 2015, propostas vinculativas para aquisição do Novo Banco", lê-se em comunicado do supervisor, que não identifica as instituições em causa. 

O convite será acompanhado do caderno de encargos específico que estabelece o procedimento a seguir nesta terceira fase, no decurso da qual "os candidatos terão acesso a informação mais detalhada sobre o Novo Banco e terão a oportunidade de realizar uma 'due diligence'", realçou a entidade liderada por Carlos Costa. 

E acrescentou: "A decisão do Banco de Portugal foi antecedida de um procedimento de audiência prévia, ao abrigo do qual as entidades não selecionadas nos termos de decisão preliminar dispuseram de um período de dez dias úteis para se pronunciarem sobre o sentido dessa decisão".

Das 17 instituições que participaram na primeira fase e das 15 que foram avalizadas pelo supervisor para passar à segunda fase, apenas sete formalizaram esse interesse, tendo agora o lote de potenciais compradores do Novo Banco baixado para cinco.

O BPI era uma das entidades que havia passado à segunda fase mas que foi agora afastado do leque de possíveis compradores do Novo Banco.

A 03 de agosto, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado banco mau (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição que foi designado Novo Banco.
Lusa
  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01