sicnot

Perfil

Economia

Presidente do Turismo acusa pilotos da TAP de desrespeito pelo setor

Presidente do Turismo acusa pilotos da TAP de desrespeito pelo setor

O presidente do Turismo de Portugal acusa os pilotos da TAP de estarem a desrespeitar os trabalhadores do setor do turismo. Em entrevista à SIC, João Cotrim de Figueiredo diz que já há turistas a cancelar as reservas e a optar por destinos concorrentes.

"Enquanto presidente da autoridade nacional do Turismo e defensor deste setor tenho que dizer com todas as letras que esta greve é um desrespeito pelo esforço de milhares de trabalhadores e empresários e empresas que fizeram do setor do turismo dos mais dinâmicos do país e dos mais competitivos da Europa", afirmou à Lusa o presidente do Turismo de Portugal, João Cotrim de Figueiredo.

O dirigente daquela entidade alertou que a greve pode pôr em causa os resultados do setor do turismo nacional, num ano em que os primeiros dados apontam para a "continuação de um crescimento forte, acima dos dois dígitos".

"Essa excelente trajetória está claramente em causa com este tipo de problemas porque ocasionam problemas nos dias da greve como já estão a causar cancelamentos em massa nesta altura e irão posteriormente continuar a afetar a imagem da acessibilidade aérea a Portugal", declarou João Cotrim de Figueiredo.

A greve entre 01 e 10 de maio foi decidida na quarta-feira, em assembleia-geral convocada pelo SPAC, reunião que contou com a participação de cerca de 500 pilotos da TAP.

Na sexta-feira, o SPAC disse os seus associados vão "manter a serenidade" e pediu "bom senso" e "responsabilidade" ao Governo e à transportadora aérea, a quem reiteram acusações de incumprimento do acordo firmado.

Nesse comunicado, o SPAC sublinhou que as razões da greve marcada pelos pilotos para os dias entre 01 e 10 de maio "são claras" e devem-se ao facto de o Governo e a TAP não honrarem "sistematicamente os compromissos a que se vinculam perante os pilotos" e o sindicato.

Também na sexta-feira, o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, afirmou não ser "razoável" o anúncio de greve de 10 dias dos pilotos da TAP nem "aceitável" que um grupo de pessoas "capture" uma empresa inteira e apelou ao "patriotismo" contra a medida de protesto.

Com Lusa
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.