sicnot

Perfil

Economia

Costa critica "mito" de que Passos gere bem finanças públicas

Costa critica "mito" de que Passos gere bem finanças públicas

António Costa recusou este domingo reagir ao desafio lançado por Passos Coelho. O secretário-geral do PS classificou como "um mito" a ideia de que o primeiro-ministro gere bem as finanças públicas. Tudo isto e mais em dia de festa socialista, que começou a bordo de um comboio.

  • Passos está à espera que António Costa prometa "o céu e a terra"
    1:31

    País

    Pedro Passos Coelho desafiou este sábado o PS a dizer como quer resolver o problema da sustentabildiade da Segurança Social. O primeiro-ministro, que acusa o PS de recusar todo e qualquer tipo de acordos, pede aos socialistas que aprenda com o passado e que seja firme no que defende, quando apresentar o cenário macroeconómico para os próximos anos.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18