sicnot

Perfil

Economia

Gasolineiras interpõem providência cautelar contra nova lei

Galp, BP e Repsol interpuseram uma providência cautelar contra a lei dos combustíveis. A Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro)  juntou-se à ação legal das gasolineiras.

(arquivo)

(arquivo)

REUTERS (Arquivo)

De fora ficaram a Cepsa e a Prio.

A providência cautelar deu entrada no Tribunal Administrativo de Lisboa a 7 de abril, ainda antes da entrada em vigor da nova lei que obriga as distribuidoras a fornecer combustíveis sem aditivos na rede.

As empresas e a Apetro admitem recorrer a outras iniciativas processuais contra a nova lei, por considerarem que os combustíveis simples representam um recuo num mercado liberalizado desde 2004 que prejudica os consumidores, os operadores e o ambiente. 

Lei dos combustíveis simples é "passo atrás"

Em comunicado enviado no início desta semana, a Apetro defendeu hoje que a lei que obriga todos os postos de abastecimento a vender combustíveis simples é "um passo atrás", que prejudica os consumidores, os operadores e o ambiente. 

"Não havendo ganhadores, há alguns relevantes perdedores e prejuízos, com a aplicação" desta legislação, enumerando os consumidores, que passaram a ter uma oferta limitada num mercado menos diferenciado, os operadores, que desenvolvem os seus produtos e se vêm impedidos de os comercializar, e o ambiente, devido a "uma menor eficiência energética, um aumento da emissão de gases e uma pior qualidade do ar". 


  • Presidente do Conselho Europeu admite divergências com Trump

    Mundo

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, admitiu hoje que a reunião mantida em Bruxelas com o presidente norte-americano, Donald Trump, permitiu constatar pontos de concordância em várias áreas, mas também de discordância noutras, como clima, comércio e Rússia."

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08