sicnot

Perfil

Economia

Taxas Euribor sobem a seis meses e descem a três, nove e 12 meses

As taxas Euribor subiram hoje a seis meses e caíram a três, nove e 12 meses, nos dois prazos mais longos para novos mínimos de sempre, face a sexta-feira.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

Reuters

A Euribor a três meses foi hoje fixada, pelo quinto dia consecutivo em valores negativos, em -0,002%, atual mínimo de sempre registado pela primeira vez a 23 de abril e menos 0,001 pontos do que na sexta-feira.


A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, subiu hoje para 0,067%, mais 0,001 pontos do que na sexta-feira, quando foi fixada em 0,066%, atual mínimo de sempre verificado pela primeira vez a 23 de abril.

 

No prazo de 12 meses, a Euribor desceu 0,001 pontos, ao ser fixada em 0,171%, um novo mínimo.

 

A nove meses, a Euribor também desceu 0,001 pontos percentuais, para 0,114%, também um novo mínimo de sempre.

 

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.  



Lusa

 

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite