sicnot

Perfil

Economia

Economia do Reino Unido desacelera ao crescer 0,3% no primeiro trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 0,3% no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo precedente, informou hoje a agência nacional de estatísticas britânica (ONS, nas siglas em inglês).

© Luke MacGregor / Reuters

Esta é a última estimativa da economia britânica antes das eleições gerais de 7 de maio. 

O dado é inferior ao esperado e representa uma desaceleração do crescimento económico no primeiro trimestre, depois do PIB ter registado um acréscimo de 0,6% nos últimos três meses de 2014.

O crescimento no primeiro trimestre deste ano foi o menor trimestral desde finais de 2012.

O setor dos serviços registou uma melhoria, ao crescer 0,5%, enquanto os outros três principais setores da economia britânica registaram decréscimos, designadamente quedas de 1,6% no da construção, de 0,1% no da indústria e de 0,2% no da agricultura. 

Segundo a ONS, o PIB cresceu 2,4% no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo de 2014. 

A agência sublinhou que ainda tem que reunir mais dados para alcançar a estimativa final do PIB nos primeiros três meses deste ano. 

Os analistas sublinharam que a queda do setor industrial resultou em parte da diminuição das receitas de petróleo no Mar do Norte devido à forte queda dos preços do petróleo. 

Estes números representam uma má notícia para o Governo liderado pelo primeiro-ministro, o conservador David Cameron, que tem defendido a recuperação da economia para procurar ser reeleito nas eleições gerais de 7 de maio. 

Neste sentido, Cameron afirmou na sua conta da rede social 'Twitter' que os números mostram que "a economia ainda está a crescer, mas que ainda não se pode dar como dada a recuperação", pelo que pede aos eleitores para "não arriscarem" as melhorias votando nos trabalhistas. 

Por outro lado, o ministro da Economia, George Osborne, sublinhou que o aumento é "uma boa notícia" para a economia, mas sublinhou que o país está num "momento crítico", referindo-se ao resultado das eleições, já que tudo indica que nenhuma das principais formações - conservadora e trabalhista - obterá maioria absoluta. 



Lusa
  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46