sicnot

Perfil

Economia

CGTP diz que problema na TAP é que "pilotos querem ser acionistas da empresa privada"

O secretário-geral da CGTP-In, Arménio Carlos, disse hoje, em Lisboa, que "o problema de fundo" da greve dos pilotos da TAP é que estes profissionais "querem ser acionistas da empresa privatizada".

Francisco Seco / AP

"O que está ali em causa [conflito entre pilotos, empresa e Governo] é que os pilotos querem ser acionistas da empresa privatizada, esse é que é o problema de fundo, sublinhou o sindicalista, em declarações à agência Lusa. 

Arménio Carlos considerou que a greve anunciada na TAP para entre 01 e 10 de maio, marcada pelo Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), "é um problema interno" da empresa e reiterou a oposição à intenção governamental de privatização da transportadora aérea portuguesa.

Segundo o dirigente sindical, a greve a TAP "é um problema interno" e "um problema do Governo, da administração e dos pilotos, porque existe uma situação em que o que está em causa não é a privatização, porque todos defendem a privatização".

"Não trabalhamos nem lutamos contra as privatizações para entrarmos como acionistas, lutamos contra as privatizações porque entendemos que as privatizações têm sido penalizadoras para os trabalhadores, para a população e para o desenvolvimento do país", frisou o sindicalista.

O dirigente sindical defendeu a necessidade de "impedir que o Estado fique refém de meios e instrumentos para se desenvolver" e que, por isso, a empresa e o Governo terão de encontrar uma solução para o problema.

"Temos um Governo que violou a lei quando declarou, em dezembro passado, a requisição civil para os trabalhadores da TAP", acrescentou Arménio Carlos, sobre a ausência da utilização da requisição civil na greve anunciada.

O sindicalista notou que, "de acordo com a lei, a requisição civil só pode ter lugar a partir do momento em que há um incumprimento dos serviços mínimos", levando a que só após o início da greve pode haver lugar à requisição civil.

"O Governo sabe que violou a lei, sabe que existem processos em tribunal, e também sabe que se voltasse novamente a recorrer à requisição civil violava novamente a lei", vincou Arménio Carlos, sublinhando que o executivo de Passos Coelho "não pode deixar de ser condenado pela requisição civil ilegal que declarou em dezembro, no âmbito de uma greve que era contra a privatização".

Os pilotos da TAP marcaram uma greve, entre 01 e 10 de maio, por considerarem que o Governo não está a cumprir anteriores acordos, de 1999 e de dezembro de 2014, que, segundo o Sindicato dos Pilotos da Aviação, lhes davam direito a participarem no capital da transportadora no âmbito da privatização.

Lusa
  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.