sicnot

Perfil

Economia

Governo tem esperança que vai devolver parte da sobretaxa de IRS paga este ano

O secretário de Estado do Orçamento afirmou hoje que tem "esperança" que a receita fiscal fique acima do previsto e que "uma parte dessa receita" seja para devolução da sobretaxa de IRS, como definido no Orçamento do Estado para 2015.

(Arquivo)

(Arquivo)

(SIC/Arquivo)

"A nossa previsão é que a receita fiscal fique acima do que está no Orçamento. Uma parte dessa receita será para crédito fiscal em matéria de sobretaxa e é essa a nossa esperança, tendo em conta a informação que temos até este momento. Mas, obviamente, dependerá da conjuntura", respondeu Hélder Reis, que está hoje a ser ouvido na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

O secretário de Estado do Orçamento respondia a uma questão colocada pelo deputado socialista João Galamba, que interrogou Hélder Reis sobre se prevê que, tendo em conta a evolução da receita fiscal no primeiro trimestre deste ano, seja possível devolver em 2016 aos contribuintes a sobretaxa em sede de IRS paga ao longo do ano.

Mais à frente na audição, e já em resposta ao deputado do PCP Paulo Sá, o secretário de Estado reiterou a convicção de que vai ser possível devolver em 2016 parte da sobretaxa paga pelos contribuintes em sede de IRS ao longo deste ano.

"Estamos convencidos que a execução orçamental vai criar espaço para que a sobretaxa seja restituída, se não na totalidade, pelo menos em parte (...) Neste momento, estou confortável com a meta definida para o ano e espero que de facto haja uma devolução da sobretaxa", disse Hélder Reis.

No Orçamento do Estado para 2015, o Governo manteve a sobretaxa de 3,5% em sede de IRS, mas introduziu um crédito fiscal que poderá devolver parte do imposto pago se as receitas de IRS e de IVA arrecadadas em 2015 superarem as expectativas.

Numa nota sobre a execução orçamental no primeiro trimestre do ano, a que a Lusa teve acesso na terça-feira, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) alertou que a receita fiscal "evoluiu desfavoravelmente" até março e que, se ajustada dos reembolsos dos impostos indiretos, registou um aumento homólogo "pouco expressivo".

Os técnicos independentes que apoiam o parlamento referiram que a evolução da receita fiscal líquida (considerando os reembolsos dos impostos indiretos) cresceu 4,8% até março face ao período homólogo, mas que, "em termos brutos, a evolução foi distinta, verificando-se um aumento homólogo pouco expressivo".



Lusa
  • PS quer eliminar sobretaxa e repor salários até 2017
    2:46

    Economia

    O PS propõe eliminar a sobretaxa do IRS em dois anos e repor os salários da Função Pública na íntegra até 2017. O grupo de economistas a quem Antonio Costa encomendou uma espécie de programa económico apresentou hoje as proposta para a próxima legislatura. Entre muitas medidas, destaque para a redução da TSU dos trabalhadores já em 2016 e para um crédito fiscal para os trabalhadores com menores rendimentos.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.