sicnot

Perfil

Economia

Embraer com prejuízo de 59,2 milhões de euros no 1º trimestre

A fabricante brasileira de aviões Embraer terminou o primeiro trimestre deste ano com um prejuízo líquido atribuído aos acionistas de 196 milhões de reais (52,9 milhões de euros), divulgou hoje a empresa.

(Reuters/ Arquivo)

O prejuízo por ação foi de 0,268 centavos de real (0,081 centavos de euro). O resultado, segundo a companhia, foi motivado pela despesa de imposto de renda no início do ano, de 350,9 milhões de reais (105,97 milhões de euros), valor que sofreu a influência da variação do câmbio.

 

O lucro líquido ajustado da empresa no período, excluindo-se o imposto de rendimento e contribuição social diferidos, foi de 131,2 milhões de reais (39,6 milhões de euros).

 

A Embraer informou ter encerrado o primeiro trimestre do ano com uma posição de caixa total de 5.800 milhões de reais (1.750 milhões de euros) e uma dívida líquida de 1.865 milhões de reais (563 milhões de euros).

 

O Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) da empresa foi de 429 milhões de reais (129,5 milhões de euros) no primeiro trimestre de 2015, face aos 354,7 milhões de reais (106,9 milhões de euros) do mesmo período do ano anterior.

 

O número de aeronaves entregues no primeiro trimestre deste ano foi de 20 comerciais e 12 executivas. A carteira de pedidos firmes ("backlog") terminou o período em 20.400 milhões de dólares (18.200 milhões de euros).


Lusa

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.