sicnot

Perfil

Economia

Governo pede aos pilotos da TAP que deixem "de olhar para o seu umbigo"

Governo pede aos pilotos da TAP que deixem "de olhar para o seu umbigo"

A poucas horas da greve na TAP, o Governo voltou a apelar aos pilotos para que pensem na empresa e no país.

"A única coisa que eu diria, na véspera do início da greve programada pelo sindicato, era um apelo aos pilotos da TAP para que deixassem de olhar para o seu umbigo, olhassem para a empresa e olhassem para o país", declarou o ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros.


Antes, o ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares considerou que já estava "muito dito, pela parte do Governo, pela parte de outras entidades" sobre a greve de dez dias convocada pelo sindicato de pilotos da TAP.


"Até o líder da oposição, que andou silenciado durante imenso tempo sobre esta matéria, ontem [quarta-feira] resolveu pronunciar-se sobre esta matéria também", referiu Marques Guedes.


O secretário-geral do PS considerou na quarta-feira que a greve na TAP é "mais um mau contributo" para a situação da empresa: "Tenho de manifestar apreensão pela situação, e desgosto por não ter sido possível até agora encontrar-se uma solução que evite a greve e que evite a prossecução de uma privatização que nos termos em que está a ser feita não contribui nem para bom sucesso da TAP nem da economia nacional", afirmou António Costa.


Os pilotos da TAP convocaram uma greve de dez dias com início na sexta-feira por divergências com a tutela, numa altura em que a empresa está num processo de privatização.



Lusa

  • Rebeldes sírios e Daesh confrontam-se na cidade de Al-Bab
    0:44

    New Articles

    Depois da operação militar da Turquia na cidade síria Al-Bab, os rebeldes sirios retomam os confrontos diretos com militantes do Daesh. Foram hoje reveladas imagens publicadas numa rede social, que mostram a cidade de Al-Bab, um dos principais alvos dos combates entre a Turquia e o aliados ocidentais, o Daesh e alguns dos rebeldes que lutam contra o regime de Bashar Al-Assad.