sicnot

Perfil

Economia

McDonald's prevê fechar 700 restaurantes em 2015

Só nos primeiros meses de 2015, a McDonald's já encerrou 350 lojas na China, Japão e EUA e prevê encerrar mais 350 até ao final do ano. Isto, duas semanas depois da cadeia norte-americana anunciar perdas de lucros na ordem dos 36%.

© Lucy Nicholson / Reuters

A procura por comida mais saudável é apontada como a principal razão do declínio dos restaurantes de fast food, e a McDonalds não é exceção.


Anthony Gucciardi, especialistas norte-americanos em comida saudável, autor do site  Natural Society explica que "a tendência mundial neste momento é perguntar o que se está a comer." 

A nova vaga de restaurantes, com produtos orgânicos está a criar um novo ambiente económico. "As pessoas estão fartas de se alimentarem de lixo, e não o vão usar mais para alimentarem os seus corpos", afirma Gucciardi.

A McDonald's não pára de apresentar prejuízos. Há cerca de duas semanas foram anunciados prejuízos na ordem dos 36%, razão que levou a cadeia de restaurantes norte-americana a anunciar o encerramento de lojas. 
Para já fecharam 350 restaurantes. Até ao final do ano fecham mais 350.

Por cá, não está previsto o encerramento de lojas. Ao site da SIC Notícias, a McDonald's Portugal garantiu que está prevista a "abertura de novos restaurantes, uma média de cinco por ano, nos próximos três anos". 


 
 


  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.