sicnot

Perfil

Economia

Moody's piora rating da Grécia em mais um nível de "lixo"

A agência de notação financeira Moody's piorou em mais um nível de "lixo" a classificação da dívida pública da Grécia, levantando fortes dúvidas de que Atenas consiga chegar a acordo com os credores internacionais.

Petros Giannakouris

A Moody's cortou o 'rating' num nível de Caa1 para Caa2 com perspetiva de revisão em baixa ('outlook' negativo), piorando assim a classificação de 'lixo' e deixando a Grécia apenas a duas notas acima do nível de "incumprimento iminente". 

A agência norte-americana considera que as conversações tensas entre a Grécia e os credores internacionais (Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu, BCE) demonstram "nenhuma perspetiva" de que um acordo possa ser alcançado no curto prazo.

Para a Moody's, o resultado das conversações entre Atenas e os credores "é altamente incerto" e, refere a agência, existe "um potencial" de que um "acidente político" cause a incapacidade de a Grécia honrar os compromissos com os seus credores, nomeadamente com o BCE.

A agência de 'rating' alerta ainda que mesmo que seja alcançado um acordo para um financiamento de curto prazo, as negociações para um novo programa de resgate nos próximos meses também representam "grandes desafios".

A Moody's questiona ainda se Atenas será capaz de cumprir com as metas do terceiro programa de resgate, "dada a economia enfraquecida e o fraco ambiente político interno", considerando que o país "precisa de mais crescimento no médio prazo e vontade política" para diminuir o peso da dívida pública e alcançar um excedente orçamental. 

"Os acontecimentos recentes dificultam esses objetivos e levantam novas preocupações sobre a capacidade da Grécia para manter o apoio financeiro dos credores oficiais ao longo dos próximos anos", considera a agência.

A Moody's tinha alertado em fevereiro que o 'rating' da Grécia poderia ser revisto em baixa, uma vez que a economia grega continua a enfrentar sérios constrangimentos de liquidez. 


Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • Sol e calor ficam para o Natal
    1:50

    País

    Com o Natal à porta, o sol teima em ficar um pouco por todo o país. Até a norte as temperaturas estão altas para esta época do ano com o distrito do Porto a rondar os 18 graus.

  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10