sicnot

Perfil

Economia

"Nada justifica uma greve de 10 dias", diz antigo dirigente do sindicato

"Nada justifica uma greve de 10 dias", diz antigo dirigente do sindicato

A greve dos pilotos da TAP não reúne consenso por parte da classe. A SIC ouviu, nas primeiras horas de greve, as razões dos pilotos que não concordam com a greve. "Nós vamos ser os bodes expiatórios da reestruturação que vai ser feita na TAP", acredita o piloto e ex-vice presidente do sindicato Ângelo Felgueiras, que não concorda com a paralisação.

  • Greve na TAP cancelou 38 voos mas 118 seguiram viagem
    0:28

    Economia

    No segundo balanço do dia de hoje, a TAP agradeceu aos pilotos que compareceram no serviço e pediu desculpa aos passageiros lesados pela greve. A porta-voz da companhia aérea, Carina Correira, confirmou que estão a realizar-se mais voos que o previsto pela administração.

  • Passageiros da TAP embarcam sem certezas para o regresso
    1:50

    Economia

    No primeiro dia de paralisação da TAP, as filas nos balcões de informações no aeroporto de Lisboa não foram tão grandes como se esperava, mas os passageiros que chegaram esta manhã à Portela ainda não tinham garantias sobre os voos de regresso. A companhia aérea cancelou 38 dos 156 voos programados até às 12:00.

  • Perguntas e respostas sobre a greve na TAP

    Economia

    Os pilotos da TAP e da Portugália começaram esta sexta-feira uma greve de dez dias, que deverá afetar cerca de 3.000 voos, por considerarem que o Governo não está a cumprir dois acordos que lhes davam garantias na privatização. Existem serviços mínimos? O que devem fazer os passageiros? Qual será o impacto da paralisação? As respostas seguem abaixo.

  • Começou greve na TAP, pilotos não fecham porta a negociações
    11:51

    Economia

    Os pilotos da TAP estão em greve desde a meia-noite, um protesto que se prolongará pelos próximos dez dias. O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil culpa sobretudo o Governo. Em entrevista à SIC Notícias, o diretor do sindicato, Hélder Santinhos, disse que as negociações não estão fechadas e que aguardam uma iniciativa da administração da empresa ou do Executivo. Sobre a última tentativa de acordo, na tarde de quinta-feira, o SPAC adianta que "correu mal", estava disposto a deixar cair uma das reivindicações mas nega que tenha existido um pré-acordo entretanto rasgado. "Não é uma greve que vai destruir uma empresa como a TAP", concluiu.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16