sicnot

Perfil

Economia

Secretário de Estado da Economia iniciou visita à China

O Secretário de Estado da Economia português, Leonardo Mathias, chegou hoje a Pequim, primeira etapa de uma visita de oito dias à China para "reforçar a cooperação" com um parceiro económico e comercial de crescente importância para Portugal.

reuters

Leonardo Mathias viaja com uma delegação da Agência de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), chefiada pelo respetivo inspetor-geral, Pedro Portugal Gaspar, e depois de Pequim, visitará as Regiões Administrativas Especiais de Macau e Hong Kong.

Antes de embarcar para a China, o secretário de Estado realçou à agência Lusa que as relações económicas luso-chinesas adquiriram "um dinamismo e um crescimento assinaláveis em variadíssimos setores". 

"Em 2008, a China era o nosso 28.º parceiro comercial, hoje é o 12.º. Houve uma progressão de mais de 300% em seis anos", acrescentou.

Leonardo Mathias é o primeiro governante português a visitar a China em 2015, o ano em que se assinala o 10.º aniversário do acordo luso-chinês de "parceria estratégica global".

Pelas contas da Administração-Geral das Alfândegas Chinesas, em 2014, as exportações portuguesas para a China aumentaram 18,8%, para o montante recorde de 1.660 milhões de dólares, mais de o dobro de há apenas cinco anos.

Portugal tornou-se também um dos principais destinos do investimento chinês na Europa, a seguir ao Reino Unido, Alemanha e França, estimando-se em mais de 10.000 milhões de euros o montante do capital chinês absorvido pela economia portuguesa desde 2011.
  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18