sicnot

Perfil

Economia

BCE reforça linha de emergência para bancos gregos em mais dois mil milhões

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu esta quarta-feira reforçar a linha de emergência de liquidez para os bancos da Grécia em 2000 milhões de euros, para quase 79.000 milhões de euros, avança a agência Bloomberg.

Assim, o BCE dá mais tempo à Grécia, esperando pelo resultado da próxima reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), marcada para segunda-feira, antes de decidir se limita - ou não - o acesso da Grécia à linha de emergência de liquidez, disseram as mesmas fontes. (Arquivo)

Assim, o BCE dá mais tempo à Grécia, esperando pelo resultado da próxima reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), marcada para segunda-feira, antes de decidir se limita - ou não - o acesso da Grécia à linha de emergência de liquidez, disseram as mesmas fontes. (Arquivo)

Yorgos Karahalis / AP

Segundo fontes ligadas ao processo citadas pela Bloomberg, o Conselho de Governadores do BCE decidiu na reunião de hoje voltar a reforçar a linha de emergência de liquidez (ELA, na sigla em inglês), depois de na semana passada ter dado luz verde a um aumento de 1400 milhões de euros.

Assim, o BCE dá mais tempo à Grécia, esperando pelo resultado da próxima reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), marcada para segunda-feira, antes de decidir se limita - ou não - o acesso da Grécia à linha de emergência de liquidez, disseram as mesmas fontes. 

No início de fevereiro, o BCE deixou de aceitar da parte dos bancos gregos obrigações soberanas gregas como garantia em operações de empréstimos semanais, uma importante fonte de financiamento para os bancos gregos.

Antes desta decisão, os bancos gregos beneficiavam de um regime de favor que lhes permitia utilizar estes títulos como garantia, mas as incertezas em relação à continuação da adoção das reformas por Atenas desde a chegada ao poder em finais de janeiro do Governo de Alexis Tsipras levaram o BCE a cortar este privilégio.

Atualmente, os bancos gregos refinanciam-se junto do Banco da Grécia, com empréstimos de urgência, mais caros, no âmbito do mecanismo denominado 'ELA' aprovado pelo BCE. 
Lusa
  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.

  • Incêndio na Amadora deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação na Buraca, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa