sicnot

Perfil

Economia

PSD defende subconcessão do Metro e Carris como "boa solução"

A Concelhia de Lisboa do PSD defendeu hoje que a subconcessão do Metro e da Carris é uma boa solução para os transportes e apelou ao presidente da Câmara que se foque na resolução dos problemas da cidade. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"Aquilo que é importante é a Câmara tentar pensar, e começar a colaborar, como é que pode criar mais corredores Bus, como é que pode resolver os problemas da cidade e não dificultar a privatização [subconcessão da Carris e do Metro], que é uma coisa muito importante para a cidade de Lisboa", disse o presidente da Concelhia social-democrata, Mauro Xavier.

 

O PSD/Lisboa apelou ao presidente da Câmara para "não fazer política com os transportes" e para se focar na resolução dos problemas, "porque nos últimos 30 anos o que tem acontecido é só problemas na área dos transportes".

 

"A solução do Governo é uma boa solução, é uma solução importante para a cidade de Lisboa. Todas as pessoas que vivem em Lisboa estão fartas destas greves que impedem a utilização, estão fartas de ver o escalar dos preços e (...) precisamos de encontrar uma alternativa boa para a cidade. Portanto, o presidente da Câmara que se foque na resolução dos problemas e não em criar mais problemas", acrescentou.

 

Esta posição de Mauro Xavier surge um dia depois de o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina (PS), ter anunciado na Assembleia Municipal que o Tribunal Administrativo de Lisboa aceitara as providências cautelares interpostas pela autarquia contra a subconcessão da Carris e do metro e que os concursos se encontravam suspensos.

 

As providências cautelares apresentadas foram dirigidas à suspensão do concurso pelas empresas, mas o autarca adiantou que o município irá intentar uma outra ação, "relativamente à resolução do conselho de ministros".

 

Após este anúncio de Medina, o Governo anunciou que a Carris e o Metropolitano entregaram ao Tribunal Administrativo uma "resolução fundamentada" no interesse público para travar a suspensão dos concursos de subconcessão conseguida pela Câmara de Lisboa.

 

Em comunicado, o gabinete do secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, referiu que "o concurso deixa de estar suspenso e retomará a sua tramitação nos termos previstos na lei e do caderno de encargos".

 

A apresentação da resolução fundamentada pela Carris e pelo Metro trava a suspensão determinada pela apresentação da providência cautelar pelo município, que, no entanto, deve ser objeto de avaliação com brevidade pelo tribunal.

 

Também o Partido Socialista entregou no Tribunal Constitucional, a 06 de abril, um pedido de fiscalização sucessiva da constitucionalidade do diploma do Governo que prevê a concessão dos transportes públicos de Lisboa, Carris e Metro, à operação e exploração por privados.

 

O Governo aprovou a 26 de fevereiro a subconcessão do Metro e da Carris e, em março, foi publicado em Diário da República o anúncio do concurso público internacional, com os candidatos a terem de apresentar as propostas até 14 de maio.

 

 Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.