sicnot

Perfil

Economia

TAP mantém tendência de 70% de voos para hoje

A  TAP mantém para hoje, sexto dia da greve dos pilotos, a tendência de operação dos últimos dias, em que  foram cumpridos cerca de 70 por cento dos voos, disse à agência Lusa fonte da transportadora aérea.

lusa

"A previsão para hoje é manter, à semelhança do que tem sido conseguido nos últimos dias, o mesmo número de voos efetuados", adiantou à agência Lusa Carina Correia, do gabinete de imprensa da TAP, cerca das 08:30.

De acordo com a mesma fonte, "é cedo para conseguir números" exatos de voos a realizar, mas a expetativa da companhia aérea é manter a mesma percentagem de voos realizados nos últimos dias, que ronda os 70%, remetendo dados mais exatos para o final da manhã, como tem acontecido em dias anteriores.

Carina Correia lembrou ainda o esforço que está a ser realizado pelas equipas em terra nos aeroportos de forma a "resolver caso a caso" as situações dos passageiros, de forma a minimizar os efeitos da greve dos pilotos.

Os pilotos convocaram uma greve, para o período entre 01 e 10 de maio, por considerarem que o Governo não está a cumprir o acordo assinado em dezembro de 2014, nem um outro, estabelecido em 1999, que lhes dava direito a uma participação de até 20 por cento no capital da empresa no âmbito da privatização.  

Na terça-feira, quinto dia de greve, a TAP e a Portugália fizeram, até às 19:00, 180 voos e cancelaram 66 devido à greve dos pilotos.

"Até às 19:00 [de terça-feira] foram feitos 155 voos da TAP e 25 da Portugália, num total de 180, valor que está dentro da média dos últimos dias ou ligeiramente superior", afirmou a mesma fonte, acrescentando que foram assegurados 73% por cento dos voos previstos.

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57