sicnot

Perfil

Economia

Diretora do Fundo grego de Estabilidade Financeira demitiu-se

A diretora executiva do Fundo grego de Estabilidade Financeira (FHEF), Anastasia Sakelariu, demitiu-se esta sexta-feira do cargo pela presumível associação com o escândalo das dívidas morosas do banco Postbank, que está a ser investigado.

Fontes do Ministério das Finanças grego citadas pela imprensa local asseguraram que a lei exige que "não haja a menor dúvida sobre a honestidade" dos membros do conselho do FHEF, o que no caso de Sakelariu "não se cumpre por estar sob investigação judicial". (Arquivo)

Fontes do Ministério das Finanças grego citadas pela imprensa local asseguraram que a lei exige que "não haja a menor dúvida sobre a honestidade" dos membros do conselho do FHEF, o que no caso de Sakelariu "não se cumpre por estar sob investigação judicial". (Arquivo)

Yorgos Karahalis / AP

O FHEF anunciou a renúncia, que se produziu a pedido do Governo grego, num comunicado que precisou que Sakelariu "não tinha qualquer impedimento legal para continuar no cargo".              

Fontes do Ministério das Finanças grego citadas pela imprensa local asseguraram que a lei exige que "não haja a menor dúvida sobre a honestidade" dos membros do conselho do FHEF, o que no caso de Sakelariu "não se cumpre por estar sob investigação judicial". 

A demissão de Sakelariu deixa o FHEF sem direção, já que o presidente da instituição, Jristos Sklavunis, apresentou a demissão do cargo a 23 de março. 

No princípio de março a diretora executiva do FHEF foi acusada por um grupo de deputados do partido Syriza de ter devolvido "por erro" 1.200 milhões de euros ao Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF).

Sakelariu, que ocupava o cargo de diretora executiva do FHEF desde fevereiro de 2013, foi uma alta responsável do Postbank, um banco público que foi privatizado, na área da avaliação de riscos. 

A investigação sobre o Postbank, declarado insolvente em 2013, iniciou-se em junho deste ano e ficou concluída em janeiro de 2014.

Segundo a Procuradoria-Geral, 25 ex-altos responsáveis do Postbank e 15 destacados empresários devem ser julgados por alegadamente terem causado intencionalmente ao banco perdas no valor de 300 milhões de euros. 
Lusa
  • Tomadas medidas para evitar danos ambientais após acidente na barra da Armona
    1:49

    País

    Quatro tripulantes foram transportados para o hospital com hipotermia, depois de terem caído ao mar. A embarcação onde seguiam, e que faz trabalhos de reposição de areias, virou-se esta manhã, na ilha da Armona, em Olhão. As autoridades vão abrir um inquérito para apurar as causas do acidente e estão a tomar medidas para evitar danos ambientais, visto que a embarcação transportava 12 mil litros de gasóleo.

  • Papa no Chile em ambiente de contestação à Igreja Católica
    3:13

    Mundo

    O Papa pediu hoje perdão pelos crimes de pedofilia cometidos por membros da Igreja Católica no Chile, referindo que sentiu "dor e vergonha" diante do "dano irreparável" causado às crianças vítimas de abuso sexual. Francisco está a cumprir uma deslocação de três dias ao Chile, onde a contestação à visita e à Igreja se faz sentir. O Papa enfrenta um ambiente hostil na sexta viagem à América Latina, devido à denúncia de abusos sexuais na Igreja.

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • Apoio psicológico fundamental em Vila Nova da Rainha
    2:19
  • Projeto Bairros Sem Cárie levou 300 pessoas do Seixal ao dentista
    3:08

    País

    Portugal tem dos piores indicadores de saúde oral da Europa e ir ao dentista é quase um luxo. Num país assim ganham ainda mais relevância iniciativas como o projeto Bairros Sem Cárie. 300 pessoas de bairros sociais do Seixal tiveram uma consulta de estomatologia gratuita.

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.