sicnot

Perfil

Economia

Pais do Amaral diz que vai tomar decisão sobre compra da TAP até sexta-feira

O empresário Miguel Pais do Amaral disse hoje que vai tomar até sexta-feira uma decisão sobre o processo de privatização da transportadora aérea TAP, salientando que a greve dos pilotos "não é fator crítico na análise".

O empresário português tem estado nos últimos dias a decidir se avança com uma proposta vinculativa. (Arquivo)

O empresário português tem estado nos últimos dias a decidir se avança com uma proposta vinculativa. (Arquivo)

SIC

Em declarações hoje à Rádio Renascença, Pais do Amaral, que está a analisar a aquisição da TAP em conjunto com o consórcio norte-americano Frank Lorenzo, disse que ainda não assumiu uma decisão final quanto ao processo de privatização da transportadora aérea.

"Ainda não temos decisão. Penso que iremos tomar essa decisão mais perto de sexta-feira [fim do prazo para entrega de propostas], mas neste momento o consórcio está a trabalhar", afirmou em declarações àquela rádio. 

Questionado sobre a influência que a recente greve dos pilotos poderá ter na decisão, Pais do Amaral disse estar preocupado com a "situação da empresa" e que "a greve dos pilotos não é um fator crítico na análise que estamos a elaborar". 

Na origem da greve de dez dias dos pilotos da TAP está a privatização da companhia.

Os pilotos da TAP e da Portugália cumpriram 10 dias de greve (entre 01 de maio e domingo) por considerarem que o Governo não está a cumprir o acordo assinado em dezembro de 2014, nem um outro estabelecido em 1999, que lhes dava direito a uma participação de até 20% no capital da empresa no âmbito da privatização. 

O ministro da Economia, António Pires de Lima, considerou na segunda-feira que a TAP nunca teve uma greve com adesão tão baixa como a que os pilotos terminaram no domingo mas referiu que os prejuízos financeiros chegaram aos 35 milhões de euros.

Segundo o sindicato dos pilotos (SPAC), ao longo dos dez dias de paralisação foram cancelados, em média, 50% dos voos originalmente planeados.

A transportadora aérea portuguesa e o Governo anunciaram que, durante o período de greve, foram realizados, em média, 70% dos voos diários.

Na segunda-feira, em conferência de imprensa, o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, reconheceu que a situação financeira da TAP ficou mais frágil depois da greve dos pilotos e anunciou que a empresa irá apresentar na próxima semana um plano para melhorar essa situação.

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira