sicnot

Perfil

Economia

Lucro dos CTT no 1º trimestre sobe 23,3% para 22,3 milhões de euros

O lucro dos CTT aumentou 23,3% no primeiro trimestre, face a igual período do ano passado, para 22,3 milhões de euros, anunciaram esta quarta-feira os Correios de Portugal.

© Hugo Correia / Reuters

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os CTT adiantam que o resultado líquido consolidado registou uma "significativa variação positiva face ao período homólogo do ano anterior de 4,2 milhões de euros, traduzindo-se num resultado de 0,15 euros por ação e numa margem líquida sobre os rendimentos operacionais consolidados de 11,7%".

Os rendimentos operacionais subiram 8,4% para 191,2 milhões de euros, com as vendas e serviços prestados a crescerem 8,5% para 186,4 milhões de euros.

Os rendimentos de correio "confirmam a tendência e crescem 6,7% em resultado da desaceleração na queda no tráfego de correio endereçado para -1,6%, do aumento do preço médio do Serviço Postal Universal de 4,2% e do efeito cambial no correio internacional", adiantam os CTT.

No caso do Expresso e Encomendas, este registou "um crescimento dos rendimentos de 2,1% com crescimento de tráfego de 4,4%", enquanto os Serviços Financeiros "consolidam a oferta e posição de mercado e conseguem um forte crescimento dos rendimentos de 50,5% (em parte por forte antecipação de subscrições de poupanças em janeiro), reforçando esta alavanca como fundamental no crescimento global dos CTT", afirmam.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) cresceu 20,5% para 39,4 milhões de euros no trimestre.

Se for analisado o EBITDA recorrente, que exclui rendimentos e gastos não recorrentes e considera uma taxa de imposto sobre o rendimento, este aumentou 26,2% para 41,7 milhões de euros, "contribuindo o Correio com 62%, os Serviços Financeiros com 36% e o Expresso e Encomendas com 2%", adiantam os CTT.
Lusa
  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.