sicnot

Perfil

Economia

Passos defende que dados do INE mostram que Portugal vai cumprir meta do défice

Passos defende que dados do INE mostram que Portugal vai cumprir meta do défice

O primeiro-ministro diz que os dados do PIB, divulgados esta quarta-feira pelo INE, mostram que o país está no bom caminho para convergir com a média europeia e para cumprir a meta de crescimento de 1,6% este ano. Passos Coelho defende que os dados dão conta de um crescimento saudavel, movido pela procura interna e sem acrescentar dívida à economia.

  • Oposição diz que números do INE demonstram desigualdade
    1:09

    Economia

    A economia portuguesa cresceu 1,4% no primeiro trimestre deste ano em termos homólogos e 0,4% face ao trimestre anterior, segundo a estimativa rápida das Contas Nacionais Trimestrais, hoje divulgada pelo INE. O Bloco de Esquerda e o PCP dizem que os números demonstram desigualdade e lembram os milhares de portugueses que ainda estão no desemprego. Os partidos à esquerda dizem que este crescimento da economia não resulta de qualquer ação do Governo.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".