sicnot

Perfil

Economia

Uma centena de trabalhadores da Carris em protesto junto ao Parlamento

Cerca de uma centena de trabalhadores da Carris participou hoje, entre a Estação de Santo Amaro, em Alcântara, Lisboa, e a Assembleia da República, numa marcha de protesto contra a subconcessão da transportadora.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

Gritando palavras de ordem como "governo escuta, a carris está em luta" ou "carris unida jamais será vencida" e, ainda, "está na hora de o Governo ir embora", os manifestantes chegaram à Assembleia da Republica cerca das 09:15, para entregar aos grupos parlamentares e à presidente do Parlamento a análise do caderno de encargos de subconcessão efetuada pelos sindicatos.

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos -- trabalhador da Carris há 41 anos -, juntou-se à manifestação, explicando em declarações à agência Lusa que esta "é uma luta de todos, não só dos trabalhadores da Carris, mas de todos os cidadãos de Lisboa".

Manuel Leal, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) disse à Lusa que a adesão à greve de 24 horas dos trabalhadores da Carris contra a subconcessão da transportadora era de 80% às 07:30.

Por sua vez, a Carris assegurou que teve a circular até às 07:30, 151 dos 491 autocarros programados, o que representa 31% da oferta.

"A [transportadora de passageiros] Carris garantiu até às 07:30 de hoje 31% da oferta, estando os serviços mínimos decretados pelo tribunal arbitral a ser integralmente cumpridos", disse à agência Lusa a porta-voz da empresa Isa Lopes, adiantando que dos 491 dos veículos programados para o serviço público circularam 151 viaturas.

Esta fonte adiantou que os serviços dos ascensores e o elevador de Santa Justa foram cumpridos a 100% em relação ao que estava programado.


Lusa
  • 80% dos autocarros da Carris estão parados, diz Sindicato
    0:34

    País

    Os números são do sindicato que revela que a adesão à greve contra a subconcessão da Carris era de 80% às 07:30. O Sindicato Nacional dos Motoristas considera que a o negócio da subconcessão da transportadora não traz benefícios e que, a acontecer, irá aumentar os custos para os utentes.

  • Autocarros da Carris vão parar durante 24 horas

    País

    Os trabalhadores da Carris estão hoje em greve, uma paralisação de 24 horas. Estão previstos serviços mínimos que obrigam à circulação de metade das 11 carreiras essenciais, sobretudo, ao acesso à rede hospitalar pública. 

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.