sicnot

Perfil

Economia

Luís Filipe Pereira eleito presidente do CES com 134 votos

O antigo ministro da Saúde Luís Filipe Pereira foi hoje eleito presidente do Conselho Económico e Social (CES) pela Assembleia da República, com 134 votos a favor, numa votação em que participaram 183 deputados.

O antigo ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira. (Arquivo)

O antigo ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira. (Arquivo)

A candidatura de Luís Filipe Pereira a presidente da CES, apresentada pelo PSD, com o acordo do PS, obteve 42 votos em branco e sete nulos. Dos 230 deputados em funções, 47 não participaram nesta votação.

O anúncio da eleição de Luís Filipe Pereira e a apresentação destes resultados foram feitos pelo vice-secretário da Mesa da Assembleia da República Pedro Alves, deputado do PSD.

De acordo com a Constituição, o presidente do CES é eleito "por maioria de dois terços dos deputados presentes, desde que superior à maioria absoluta dos deputados em efetividade de funções".

O mandato do presidente do CES tem a duração da legislatura da Assembleia da República, pelo que o novo titular do cargo assumirá funções durante cerca de cinco meses, podendo ou não ser reeleito na próxima legislatura.

Luís Filipe Pereira vai substituir Silva Peneda, que deixou a presidência do CES para assumir as funções de adjunto do presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker.


Lusa
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC