sicnot

Perfil

Economia

Portas diz que plano do Governo para baixar carga fiscal está definido e é exequível

Portas diz que plano do Governo para baixar carga fiscal está definido e é exequível

O vice-primeiro-ministro diz que as razões do aumento da carga fiscal são conhecidas e que o plano do Governo para os próximos anos indica um alívio do encargo para os contribuintes. Paulo Portas acredita que o plano do Governo é viável.

  • Carga fiscal em Portugal aumentou 2% em 2014

    Economia

    A carga fiscal aumentou 2% no ano passado, atingindo o valor de 59,6 mil milhões de euros, o que correspondeu a cerca de 34,4% do Produto Interno Bruto (PIB), revela esta sexta-feira o Instituto nacional de Estatística (INE).

  • Carga fiscal em Portugal aumentou 2% em 2014

    Economia

    A carga fiscal aumentou 2% no ano passado, atingindo o valor de 59,6 mil milhões de euros, o que correspondeu a cerca de 34,4% do Produto Interno Bruto (PIB), revela esta sexta-feira o Instituto nacional de Estatística (INE).

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.