sicnot

Perfil

Economia

"Não está nas minhas prioridades ler os relatórios do FMI"

O ministro da Economia, António Pires de Lima, afirmou esta segunda-feira que os relatórios do Fundo Monetário Internacional (FMI) não estão nas suas prioridades.

Na sua intervenção, Pires de Lima, que durante o dia visitou várias empresas da região Norte, afirmou que os tempos atuais, a meses do final da legislatura, são tempos de "esperança" que derivam de se sentir que "Portugal está em gradual e humilde recuperação económica". (Arquivo)

Na sua intervenção, Pires de Lima, que durante o dia visitou várias empresas da região Norte, afirmou que os tempos atuais, a meses do final da legislatura, são tempos de "esperança" que derivam de se sentir que "Portugal está em gradual e humilde recuperação económica". (Arquivo)

TIAGO PETINGA / Lusa

"Não tive oportunidade [de ler o relatório] e confesso que não está nas minhas prioridades ler os relatórios do FMI. Não tenho que ter isso como prioridade, como sabe", disse o ministro aos jornalistas, questionado sobre o mais recente documento, depois de intervir na conferência sobre "Desregulação tarifária: Oportunidades e desafios" do ciclo "Engenharia em Movimento" do Instituto Superior de Engenharia do Porto. 

Na sua intervenção, Pires de Lima, que durante o dia visitou várias empresas da região Norte, afirmou que os tempos atuais, a meses do final da legislatura, são tempos de "esperança" que derivam de se sentir que "Portugal está em gradual e humilde recuperação económica".

No documento do FMI hoje divulgado relativo aos trabalhos da missão técnica a Portugal ao abrigo do Artigo IV, realizada em março, o FMI considerou que "deve ser dada prioridade a uma maior redução do número de funcionários [públicos] através de uma maior saída natural de trabalhadores [pela não renovação de contratos] e de cortes direcionados para áreas com pessoal a mais".

O FMI defendeu ainda que a atribuição de um crédito fiscal para famílias com baixos rendimentos é mais eficaz na redução da pobreza do que o aumento do salário mínimo, que, considera, pode prejudicar a criação de emprego.

Adicionalmente, a instituição com sede em Washington afirmou que as reformas estruturais implementadas pelo Governo ainda não produziram os efeitos desejados e avisou que, com este progresso limitado, a economia portuguesa não deverá crescer mais do que 1,25% no médio prazo.

O denominado Artigo IV do FMI prevê que sejam feitas análises às economias dos membros do Fundo, geralmente todos os anos. A missão da equipa técnica do FMI esteve em Lisboa em março.  

Lusa
  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.