sicnot

Perfil

Economia

Taxas Euribor descem a 3, 6 e 9 meses para novos mínimos, sobem a 12 meses

As taxas Euribor desceram hoje a três, seis e nove meses, para novos mínimos, e subiram a doze meses em relação a sexta-feira.               

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, foi hoje fixada em 0,056%, um novo mínimo de sempre e menos 0,002 pontos do que na sexta-feira. 

 
 

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril passado, caiu hoje para -0,011%, um novo mínimo e menos 0,001 pontos do que na sexta-feira.  

 
 

A nove meses, a Euribor também desceu hoje 0,001 pontos em relação a sexta-feira, ao ser fixada a 0,105%, um novo mínimo.  

 
 

Em sentido contrário, no prazo de doze meses, a Euribor subiu hoje para 0,168%, depois de na sexta-feira se ter fixado em 0,167%, atual mínimo de sempre, registado pela primeira vez a 29 de abril.  

 
 

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.           



Lusa

 

 
 

 
 

 
 

 
 

 
 

 

 

 
 

  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.