sicnot

Perfil

Economia

Inflação da zona euro saiu do negativo em abril, confirma o Eurostat

A taxa de inflação homóloga da zona euro fixou-se nos 0,0% em abril, o que compara com os -0,1% de março, confirmando o Eurostat, assim, que a inflação saiu de terreno negativo no mês passado.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

O gabinete oficial de estatísticas da União Europeia publicou hoje a segunda estimativa para a inflação homóloga, confirmando os dados da primeira estimativa, de que no mês passado o índice harmonizado de preços ao consumidor saiu dos valores negativos registados nos quatro meses entre dezembro de 2014 e março de 2015.

Também na União Europeia, a inflação homóloga ficou em 0% em abril, depois de em março também ter sido negativa em 0,1% no total dos 28 Estados-membros.

Em Portugal, a taxa de inflação homóloga foi de 0,5% em abril, ligeiramente acima dos 0,4% registados em março.

No mês passado, na UE, foram registadas taxas de inflação negativas em doze Estados-membros, com destaque para Grécia (-1,8%), Chipre (-1,7%) e Bulgária e Polónia (-0,9% cada um).

Já a as taxas homólogas mais altas registaram-se em Malta (1,4%) e Áustria (0,9%).

Face aos valores de março, a inflação baixou em nove países, ficou estável em um e aumentou em 17.

Analisando as principais componentes da inflação, na zona euro, o maior aumento de preços verificou-se no setor de restaurantes e cafés e rendas de imóveis, enquanto o impacto negativo veio novamente dos combustíveis e gás.

A baixa inflação tem impactos significativos na evolução da economia. Preocupado com isso, o Banco Central Europeu (BCE) tem em marcha um programa de compra de ativos em larga escala para combater a deflação e estimular a economia.

O BCE tem como mandato uma taxa de inflação da zona euro inferior, mas próxima, dos 2%.


Lusa
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.