sicnot

Perfil

Economia

Venda da PT Portugal mais perto com aprovação da passagem da dívida para Oi

Os obrigacionistas da PT Portugal aprovaram hoje a passagem das obrigações, no valor de 400 milhões de euros, para a PT Internacional Finance, integrada na brasileira Oi, dando o último passo necessário para a venda da empresa à Altice.

© Nacho Doce / Reuters

A PT Portugal "comunica aos titulares das 'Notes' [obrigações] não reembolsadas que a deliberação extraordinária estabelecida no 'memorandum' relativo à solicitação de consentimento de 9 de abril de 2015 foi aprovada na assembleia dos 'Noteholders' [obrigacionistas] que teve lugar hoje", diz o comunicado enviado à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM). 

Em termos financeiros, este era o último passo necessário para a conclusão da venda da PT Portugal, que ficando sem dívida, passará então da operadora brasileira Oi para a francesa Altice por 7,4 mil milhões de euros.

O documento explica que "as alterações a que faz referência a deliberação extraordinária serão implementadas com efeitos em e a partir da conclusão da venda da PT Portugal".

O ponto único da agenda de trabalhos, hoje aprovado, previa a introdução de "certas alterações às 'Notes' [obrigações] incluindo a substituição da Sociedade pela PTIF enquanto emitente e principal devedora das 'Notes'", de forma "a permitir a conclusão da venda da Sociedade e conceder aos Noteholders [obrigacionistas] uma opção de reembolso das 'Notes' (a "Opção de Reembolso")".

A operação de venda da PT Portugal à Altice deverá ficar concluída em finais de maio ou início de junho
  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.