sicnot

Perfil

Economia

Comissão de Assuntos Constitucionais vota propostas contra "enriquecimento injustificado"

A maioria PSD/CDS-PP leva hoje à votação na comissão de Assuntos Constitucionais uma proposta que substitui a expressão "enriquecimento ilícito" por "enriquecimento injustificado".

Presidente da comissão de Assuntos Constitucionais, Fernando Negrão (PSD)

Presidente da comissão de Assuntos Constitucionais, Fernando Negrão (PSD)

Arquivo SIC

O grupo de trabalho para tentar conciliar as diferentes propostas sobre a matéria, acabou por nunca reunir, realizando-se a votação na especialidade na quarta-feira, que foi a data apontada há cerca de duas semanas para que os deputados votassem.

Para a deputada do PSD Teresa Leal Coelho, esse grupo de trabalho nunca existiu, afirmando à Lusa que se realizaram apenas "contactos informais".

O presidente da comissão de Assuntos Constitucionais, Fernando Negrão (PSD), contactado pela Lusa remeteu quaisquer esclarecimentos para a coordenadora do grupo de trabalho, que referiu ser Teresa Leal Coelho, enquanto o deputado do PCP António Filipe confirmou à Lusa que o designado grupo de trabalho nunca chegou a reunir.

Na proposta que a maioria PSD/CDS-PP leva à votação é excluída a expressão "enriquecimento ilícito", mantendo-se as molduras penais, de três anos, para a generalidade das pessoas que incorram no crime, e de cinco anos, para os titulares de cargos políticos ou equiparados.

"Tentámos acolher as sugestões dadas durante as audições e aceitámos a sugestão bastante ampla de substituir a expressão enriquecimento ilícito para enriquecimento injustificado, porque podia levar à conclusão de que havia uma presunção de ilicitude, que foi um dos problemas já levantados pelo Tribunal Constitucional", disse à Lusa Teresa Leal Coelho.

Por outro lado, PSD e CDS-PP retiraram "todas as expressões que pudessem ser consideradas ambíguas ou indeterminadas".

Era o caso da expressão "fruir continuadamente", por exemplo.

Na formulação atual, é punido "quem por si ou por interposta pessoa, singular ou coletiva, adquirir, possuir ou detiver património incompatível com os seus rendimentos e bens declarados ou que devam ser declarados".

Na primeira versão, votada na generalidade, punia-se "quem por si ou por interposta pessoa, singular ou coletiva, obtiver um acréscimo patrimonial ou fruir continuadamente de um património incompatível com os seus rendimentos e bens declarados.

O BE tem dois projetos de lei sobre esta matéria, um para a "transparência dos titulares de cargos políticos e altos cargos públicos" e outro de "combate o enriquecimento injustificado", tal como o PCP, que também tem uma iniciativa legislativa relativa ao "enriquecimento injustificado".

O PS tem um projeto de lei de reforço do "regime de controlo dos acréscimos patrimoniais não justificados ou não declarados dos titulares dos cargos políticos e equiparados" e um projeto de lei que "reforça as incompatibilidades dos titulares de cargos políticos e altos cargos públicos".



Lusa
  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..