sicnot

Perfil

Economia

Multas de seis mil milhões de dólares para seis bancos por manipulação de taxas

As autoridades norte-americanas e britânicas anunciaram hoje ter imposto multas de perto de seis mil milhões de dólares a seis grandes bancos internacionais por manipulação das taxas de câmbio entre 2007 e 2013.

© Mike Segar / Reuters

Os estabelecimentos envolvidos no caso são o Citigroup, o JPMorgan, o Barclays, o Royal Bank of Scotland, o UBS e o Bank of America, segundo um comunicado do Departamento da Justiça norte-americano. 

De acordo com a Agência France Presse, o banco britânico Barclays terá de pagar um total de 2,4 mil milhões de dólares, 60 milhões relacionados com a manipulação da taxa interbancária Libor.

O banco suíço UBS anunciou em Genebra que a multa que terá de pagar no âmbito do acordo a que chegou com as autoridades dos Estados Unidos ascende a 545 milhões de dólares (495 milhões de euros).

No total, as multas infligidas a grandes bancos internacionais no caso de manipulação do mercado de divisas elevam-se a cerca de nove mil milhões de dólares.

Lusa
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.