sicnot

Perfil

Economia

PS quer aumentar rendimento das famílias

PS quer aumentar rendimento das famílias

O PS promete, caso seja eleito governo, fazer crescer o rendimento das famílias. Nas 21 propostas de programa de governo, o Partido Socialista compromete-se a aumentar abonos e repor complemetos para combater a pobreza. A descida da TSU dos trabalhadores não aparece na lista, mas o PS garante que faz parte do plano.

  • Passos diz que programa do PS segue caminho que levou país ao resgate
    3:28

    Economia

    O primeiro-ministro diz que o programa eleitoral do PS segue o caminho que levou o país ao resgate. No debate quinzenal desta quarta-feira, Passos Coelho defendeu que prefere continuar no caminho da previsibilidade do que seguir pelo da incerteza. Um debate em que Ferro Rodrigues sublinhou que o PS defende hoje exatamente o mesmo que defendeu na campanha eleitoral de há quatro anos.

  • Costa defende que programa do PS não é de facilitismo
    2:20

    Economia

    António Costa diz que o programa de governo do PS não é um programa do facilitismo e que cumprirá todos os compromissos a que Portugal está sujeito na Europa. A versão definitiva do programa será só apresentada em junho, mas o documento admite uma descida da TSU das empresas, apenas quando estiverem garantidas as fontes de financiamento, e é omisso em relação à descida da Taxa Social Única para os trabalhadores.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.