sicnot

Perfil

Economia

Barclays reduz participação no capital da EDP para 1,09%

A EDP informou esta quinta-feira o mercado que o Barclays diminuiu a participação qualificada de 2,71% que detinha no capital social da elétrica portuguesa para 1,09%.

Em resultado desta transação, prossegue a elétrica, o Barclays passou a deter 33.664.411 ações "representativas de 1,09% do capital social da EDP e 1,09% dos respetivos direitos de voto". (Arquivo)

Em resultado desta transação, prossegue a elétrica, o Barclays passou a deter 33.664.411 ações "representativas de 1,09% do capital social da EDP e 1,09% dos respetivos direitos de voto". (Arquivo)

© Mike Segar / Reuters

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP frisa que "a alteração da participação do Barclays para um patamar inferior a 2% do capital social da EDP ficou a dever-se a uma venda de 30.500.000 ações por parte do Barclays Merchant Bank (Singapore) Ltd no dia 18 de maio de 2015".

Em resultado desta transação, prossegue a elétrica, o Barclays passou a deter 33.664.411 ações "representativas de 1,09% do capital social da EDP e 1,09% dos respetivos direitos de voto".
Lusa
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.