sicnot

Perfil

Economia

Dívida pública volta a subir no 1.º trimestre para os 130,3% do PIB - BdP

A dívida pública portuguesa aumentou ligeiramente no primeiro trimestre de 2015, atingindo os 226.276 milhões de euros em março, o equivalente a 130,3% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo o Banco de Portugal.

SIC

De acordo com o boletim estatístico hoje conhecido, a dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, passou dos 225.280 milhões de euros em dezembro de 2014 para os 226.276 milhões de euros no final de março, um aumento de quase mil milhões de euros.

Isto fez com que também o rácio da dívida sobre o PIB tivesse aumentado ao longo dos primeiros três meses do ano, dos 130,2% em dezembro para os 130,3% em março.

Excluindo os depósitos da administração pública, a dívida também subiu no primeiro trimestre deste ano, para os 209.248 milhões de euros, depois de ter fechado o ano de 2014 nos 208.128 milhões de euros.

Em termos de rácio da dívida líquida de depósitos face ao PIB, verificou-se também uma subida, uma vez que no final de dezembro a dívida líquida na ótica de Maastricht estava nos 120,3% do PIB e em março atingiu os 120,5%.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão