sicnot

Perfil

Economia

Draghi alerta que parte das perdas com a crise se poderão tornar permanentes

O presidente do BCE, Mario Draghi, alertou hoje que face às atuais previsões que colocam o potencial de crescimento na zona euro abaixo de 1%, parte das perdas resultantes da atual crise se poderão tornar permanentes e o desemprego elevado.

SERGIO GARCIA / Sintra 2015 HANDOUT

"O crescimento potencial está hoje estimado em menos de 1% na zona euro e deverá manter-se bem abaixo das taxas de crescimento anteriores à crise. Isto significaria que uma parte significativa das perdas económicas resultantes da crise se tornaria permanente, com o desemprego estrutural a ficar acima de 10% e o desemprego jovem elevado", disse o líder do Banco Central Europeu (BCE) durante a intervenção de abertura do segundo dia do Fórum do BCE que, pelo segundo ano, junta em Sintra algumas das mais influentes personalidades do mundo da política monetária para debater o desemprego e a baixa inflação na Europa.

Numa intervenção marcada pela necessidade da realização de reformas estruturais de forma coordenada para tornar as economias mais resilientes a choques, pelo efeito que estas podem ter no crescimento económico e pela importância que têm também para a política monetária do BCE, Mario Draghi sublinhou, no entanto, que o fraco desempenho registado pela zona euro também poderá constituir uma oportunidade.

"É por isso que o BCE tem frequentemente chamado à atenção para uma melhor governação conjunta em termos de reformas estruturais" que deveriam fazer parte no nosso "ADN comum" em termos de resiliência, salientou Mario Draghi, sublinhando que as reformas estruturais são igualmente importantes em termos de crescimento potencial e pelo efeito que este baixo crescimento pode ter na política monetária.

Um "baixo crescimento potencial pode ter um impacto direto sobre as ferramentas disponíveis para a política monetária", uma vez que aumenta a probabilidade do BCE "ter de utilizar de forma recorrente políticas não convencionais para cumprir o seu mandato".

Para Draghi, o fraco desempenho da zona euro pode, contudo, ser visto como uma oportunidade.

"Os custos de curto prazo e os benefícios de reformas dependem da forma crítica de como elas são implementadas. Se as reformas estruturais são credíveis, os seus efeitos positivos podem ser sentidos rapidamente (...) O mesmo é válido se o tipo de reformas for cuidadosamente escolhido". 

Neste cenário e com a política de apoio à economia que tem sido seguida pelo BCE, Mário Draghi acredita que "os benefícios das reformas se concretizem mais rápido", criando condições para "terem sucesso". 

"É a combinação dessas políticas que vai permitir uma estabilidade duradoura e prosperidade", sublinhou o líder do BCE.

Mário Draghi salientou ainda que a insistência do BCE em relação às reformas estruturais não é um sinal de que as mesmas não estejam a ser feitas, deixando um elogio a Portugal.

O foco na necessidade de reformas estruturais "não é porque eles foram ignorados nos últimos anos".

"Pelo contrário (...) e temos elogiado o progresso onde [estas reformas] tiveram lugar, incluindo em Portugal", sublinhou para concluir: "Se falamos muitas vezes sobre as reformas estruturais, é porque sabemos que a nossa capacidade" para um retorno duradouro de estabilidade e prosperidade "não conta apenas com políticas cíclicas - incluindo a política monetária -, mas também com as políticas estruturais. Os dois são fortemente interdependentes".



Lusa
  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.