sicnot

Perfil

Economia

Quase 167 mil idosos recebiam complemento solidário em abril

O número de idosos a receber o Complemento Solidário era de 166.814 em abril, menos 2.143 do que em março e menos 27.060 do que em relação ao período homólogo de 2014, segundo os dados do Instituto da Segurança Social.

Os dados, divulgados hoje, depois dos últimos dados estatísticos terem sido apresentados em janeiro, mostram que o número de beneficiários do Complemento Solidário para Idosos (CSI) permanece em tendência decrescente durante os primeiros quatro meses deste ano.

Assim, depois de o mês de dezembro de 2014 ter terminado com 170.525 idosos beneficiários, em janeiro houve 169.653, número que em fevereiro desce ligeiramente para 169.057, subindo em março para os 169.957 e voltando depois a descer em abril para os 166.814.

Comparando com o mês de abril do ano passado, há uma quebra de cerca de 14%, já que nesse mês houve 193.874 idosos beneficiários.

Segundo os dados do ISS, a maioria dos atuais beneficiários são do sexo feminino, havendo 116.430 mulheres contra 50.384 homens.

Já na distribuição geográfica, os distritos do Porto (26.591), Lisboa (24.055) e Braga (12.799) são os que têm mais idosos a receber esta prestação social.

"O Complemento Solidário para Idosos é um apoio em dinheiro pago mensalmente aos idosos de baixos recursos, com idade igual ou superior à idade normal de acesso à pensão de velhice do regime geral de Segurança Social, ou seja, 66 anos e residentes em Portugal", lê-se no 'site' do ISS.







Lusa
  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13