sicnot

Perfil

Economia

Estado pagou à troika 535 milhões de euros em juros até abril

O Estado pagou à troika 534,9 milhões de euros em juros pelo empréstimo concedido ao abrigo do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), um aumento de 31,9% face ao período homólogo, segundo a DGO.

De acordo com a síntese da execução orçamental até abril, hoje divulgada pela Direção-Geral do Orçamento (DGO), Portugal pagou 534,9 milhões de euros aos credores internacionais entre janeiro e abril deste ano, um valor acima dos 405,5 milhões que tinha pago no mesmo período do ano passado.

A DGO justifica este aumento com o primeiro pagamento de juros relativo à 10.ª tranche do empréstimo do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (MEEF).

Considerando todos os instrumentos da dívida direta do Estado, Portugal pagou 2.233,7 milhões de euros em juros e outros encargos até abril, mais 32% do que no período homólogo, uma vez que nos primeiros quatro meses de 2014 o Estado gastou 1.691,9 milhões de euros nesta rubrica.

A DGO justifica este aumento da despesa com juros e encargos dívida direta do Estado português com as emissões de Obrigações do Tesouro realizadas em 2014 que deram origem ao pagamento de juros em 2015, com as recompras efetuadas em abril de 2015 e que implicaram uma antecipação do pagamento de juros e com o maior 'stock' de uma linha que vence em abril de 2021 e que deu origem a um pagamento de cupão mais elevado em abril.







Lusa
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.