sicnot

Perfil

Economia

Novas regras de nomeação do Governador do BdP em vigor amanhã

As novas regras para a escolha do governador do Banco de Portugal entram em vigor na terça-feira, segundo um diploma hoje publicado, que exige que o candidato proposto pelo Governo passe por uma audição parlamentar.

O mandato do atual governador termina em junho (Arquivo)

O mandato do atual governador termina em junho (Arquivo)

Francisco Seco / AP

O próximo Governador do Banco de Portugal já vai ser escolhido segundo as novas regras, uma vez que o mandato do atual governador termina em junho próximo.

"A designação do Governador é feita por resolução do Conselho de Ministros, sob proposta do ministro das Finanças e após audição por parte da comissão competente da Assembleia da República, que deve elaborar o respetivo relatório descritivo", lê-se na lei hoje publicada em Diário da república.

O mesmo diploma acrescenta que os restantes membros do Conselho de Administração do Banco de Portugal sejam designados por resolução do Conselho de Ministros, sob proposta do Governador do Banco de Portugal e após audição da comissão da Assembleia da República, que também neste caso elabora um relatório descritivo.

"O provimento dos membros do Conselho de Administração deve procurar, tendencialmente, a representação mínima de 33% de cada género", acrescenta o diploma.

O Diário Económico noticia hoje que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, terão já convidado o atual governador do BdP, Carlos Costa, para se manter no cargo por mais um mandato, e este terá aceitado o convite.

No sábado, o primeiro-ministro afirmou que oportunamente o Governo tomará uma decisão sobre o próximo governador do Banco de Portugal.

"O mandato do senhor governador deverá terminar em junho deste ano. O Governo não deixará oportunamente de tomar uma decisão quanto ao próximo governador do Banco de Portugal, é uma questão que será objeto de uma decisão do próprio Governo, que deverá merecer audiência parlamentar e que depois será confirmada pelo próprio Governo", afirmou Pedro Passos Coelho.



Lusa
  • Regras para nomeação do governador do BdP vão mudar
    2:35

    País

    As regras para a escolha do próximo governador do Banco de Portugal vão mudar. O sucessor de Carlos Costa vai ser ouvido no Parlamento antes de ser nomeado. A proposta socialista esteve em debate, esta manhã, com a maioria a deixar passar o diploma à discussão na especialidade, apesar das criticas.

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.