sicnot

Perfil

Economia

Novas regras de nomeação do Governador do BdP em vigor amanhã

As novas regras para a escolha do governador do Banco de Portugal entram em vigor na terça-feira, segundo um diploma hoje publicado, que exige que o candidato proposto pelo Governo passe por uma audição parlamentar.

O mandato do atual governador termina em junho (Arquivo)

O mandato do atual governador termina em junho (Arquivo)

Francisco Seco / AP

O próximo Governador do Banco de Portugal já vai ser escolhido segundo as novas regras, uma vez que o mandato do atual governador termina em junho próximo.

"A designação do Governador é feita por resolução do Conselho de Ministros, sob proposta do ministro das Finanças e após audição por parte da comissão competente da Assembleia da República, que deve elaborar o respetivo relatório descritivo", lê-se na lei hoje publicada em Diário da república.

O mesmo diploma acrescenta que os restantes membros do Conselho de Administração do Banco de Portugal sejam designados por resolução do Conselho de Ministros, sob proposta do Governador do Banco de Portugal e após audição da comissão da Assembleia da República, que também neste caso elabora um relatório descritivo.

"O provimento dos membros do Conselho de Administração deve procurar, tendencialmente, a representação mínima de 33% de cada género", acrescenta o diploma.

O Diário Económico noticia hoje que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, terão já convidado o atual governador do BdP, Carlos Costa, para se manter no cargo por mais um mandato, e este terá aceitado o convite.

No sábado, o primeiro-ministro afirmou que oportunamente o Governo tomará uma decisão sobre o próximo governador do Banco de Portugal.

"O mandato do senhor governador deverá terminar em junho deste ano. O Governo não deixará oportunamente de tomar uma decisão quanto ao próximo governador do Banco de Portugal, é uma questão que será objeto de uma decisão do próprio Governo, que deverá merecer audiência parlamentar e que depois será confirmada pelo próprio Governo", afirmou Pedro Passos Coelho.



Lusa
  • Regras para nomeação do governador do BdP vão mudar
    2:35

    País

    As regras para a escolha do próximo governador do Banco de Portugal vão mudar. O sucessor de Carlos Costa vai ser ouvido no Parlamento antes de ser nomeado. A proposta socialista esteve em debate, esta manhã, com a maioria a deixar passar o diploma à discussão na especialidade, apesar das criticas.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.