sicnot

Perfil

Economia

Operários da Camac regressam ao trabalho após seis dias de greve

A laboração na unidade de pneus Camac, de Palmeira, Santo Tirso, retomou esta manhã após seis dias de paralisação para forçar a empresa a pagar remunerações em atraso, informou fonte sindical.

facebook.com/CamacPneus

Cerca de uma centena de operários, de um total de cerca de 130 trabalhadores, estiveram em greve desde o dia 15 até à última sexta-feira, reivindicando o pagamento do pagamento do mês de abril e do subsídio de Natal de 2014.

Em declarações à agência Lusa, o dirigente do sindicato SITE-Norte e trabalhador da Camac Manuel Gonçalves explicou que esta manhã os funcionários decidiram regressar ao trabalho, uma vez que a "promessa" de pagamento do mês de abril "foi cumprida ao longo do fim de semana".

"Hoje já vamos trabalhar porque cumpriram. Esperamos é que este episódio não se repita com o mês de maio. Temos medo que isso aconteça já que para arranjarem este já foi difícil e às pinguinhas", disse Manuel Gonçalves.

Quanto ao subsídio de Natal, o dirigente avançou ter "menos esperança" de que o pagamento esteja "em breve", uma vez que esse valor está incluído no Plano Especial de Revitalização (PER) que a empresa está a desenvolver.

O recurso à greve e paralisação nesta empresa não é inédito. Em julho do ano passado, cerca de uma centena de trabalhadores paralisou a produção também para exigir salários em atraso.



Lusa
  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.