sicnot

Perfil

Economia

Confederação do Comércio diz que descida da TSU é melhor que baixar IRC

Confederação do Comércio diz que descida da TSU é melhor que baixar IRC

A Confederação do Comércio de Portugal (CCP) está preopcupada com eventuais cortes nas pensões e diz que a reforma da Segurança Social já devia ter sido feita. Em relação à proposta do PS para a Taxa Social Única, a Confederação diz que a medida é mais positiva do que a redução no IRC.

  • Patrões desafiam partidos a discutir Segurança Social "com coragem"
    1:43

    Economia

    O Presidente da Confederação Empresarial Portuguesa diz que os partidos com assento parlamentar na próxima legislatura devem discutir "com coragem" a sustentabilidade da Segurança Social. António Saraiva acrescenta que tem sempre pedido a redução da Taxa Social Única e que vai continuar a pedir, independentemente do Governo que sair das próximas eleições. O presidente da CIP pede que haja estabilidade nas políticas fiscais durante pelo menos duas legislaturas.

  • Maria Luís quer consenso com PS para a Segurança Social
    0:34

    Economia

    A ministra das Finanças quer um amplo consenso com o PS para garantir a sustentabilidade da Segurança Social. No final de uma conversa com militantes do PSD, em Rio Maior, Maria Luís Albuquerque explicou ontem que não há uma solução mas é importante um entendimento com o maior partido da oposição.

  • António Costa promete prudência na redução da TSU
    2:00

    Economia

    Na comissão nacional do PS, António Costa prometeu prudência na redução da TSU e voltou a afirmar que a descida da Taxa Social Única não coloca em causa a sustentabilidade da Segurança Social. Ainda assim, o líder do PS não se livrou das críticas internas.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.