sicnot

Perfil

Economia

Reajustamento na TAP "muito provavelmente" não prevê despedimentos

O ministro da Economia disse hoje que o plano do Conselho de Administração da TAP para ultrapassar as dificuldades financeiras "muito provavelmente" não contempla despedimentos. Pires de Lima apelou aos dois candidatos que passaram à fase de negociações à compra da TAP para darem "corda aos sapatos" na melhoria das suas propostas.

MIGUEL A. LOPES

"Se eu disse que não é o [ponto] principal é porque muito provavelmente não deve estar contemplado", afirmou o governante, na Universidade Europeia de Madrid, comentando o plano entregue na segunda-feira pela administração da TAP ao Governo. 

Em declarações aos jornalistas, Pires de Lima disse desconhecer o documento, ressalvando que "o centro das políticas de sustentabilidade que este Conselho de Administração está a propor, até ao momento em que a empresa seja privatizada de facto, não tem como ponto principal os despedimentos". 

O governante remeteu o pedido de mais esclarecimentos para o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, "que é quem está em mais permanente contacto com a administração da TAP". 

Na segunda-feira, o Conselho de Administração da TAP entregou ao Governo a sua proposta para ultrapassar as dificuldades de tesouraria, que tinha sido solicitada pelo executivo, na sequência da greve dos pilotos, entre 01 e 10 de maio.  

O governante justificou "que este esforço teve de ser pedido", porque a TAP já estava numa situação financeira bastante tensa e encontra-se agora "numa linha muito fina do ponto de vista de tesouraria (...) com este custo adicional de 35 milhões de euros", causado pela greve de dez dias de alguns pilotos.

Pires de Lima apela aos candidatos para apressarem melhoria das propostas

"Espero que durante o mês de junho estejamos em condições de apresentar uma proposta em Conselho de Ministros, mas para isso é fundamental que os dois candidatos que passaram à última fase deem corda aos sapatos e melhorem em as suas propostas", afirmou Pires de Lima. 

O Governo decidiu na quinta-feira em Conselho de Ministros passar dois candidatos à compra da TAP à fase de negociação, afastando o consórcio de Miguel Pais do Amaral e continuando a negociar com Gérman Efromovich e David Neeleman.

O Conselho de Ministros decidiu mandatar os secretários de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, e do Tesouro, Isabel Castelo Branco, para avançar com as negociações junto dos outros dois consórcios, sempre com a Parpública incluída.

A proposta de Gérman Efromovich, dono da operadora aérea Avianca e do grupo Synergy, inclui a entrega de 12 novos aviões Airbus após a transferência das ações da companhia e a renovação da frota da Portugália com aviões Embraer até 2016, sendo que o empresário propõe recapitalizar a empresa em 250 milhões de euros, segundo informações avançadas pela imprensa.

David Neeleman, patrão da companhia aérea brasileira Azul e que está em parceria com Humberto Pedrosa, do grupo Barraqueiro, promete reforçar a TAP com 53 novos aviões e investir 350 milhões de euros.



Com Lusa
  • TAP entrega plano de reajustamento da empresa ao Governo

    Economia

    A TAP já entregou ao Governo o plano de reajustamento da empresa, depois da greve de 10 dias dos pilotos. De acordo com o Diário Económico, a administração propõe ao Executivo uma redução das rotas ou a diminuição das frequências das viagens e até a renegociação de contratos com fornecedores. 

  • Efromovich disponível para negociar mas só se conversações lhe fizerem sentido
    1:21

    Economia

    German Efromovich diz que está disponível para negociar com o Governo a proposta para a compra da TAP, mas avisa que só se mantém na corrida se as negociações fizerem sentido. Em entrevista exclusiva à SIC, o empresário falou dos aviões que tem parados, e que quer incluir na frota da TAP. Efromovich defende que é mais rentável ter os aparelhos parados em Espanha, do que tê-los a voar no Brasil, enquanto espera pela decisão do Governo português. Uma entrevista para ver hoje, no Jornal da Noite da SIC.

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.