sicnot

Perfil

Economia

Aeroporto complementar à Portela no Montijo em estudo

A possibilidade de um aeroporto complementar no Montijo para aliviar o tráfego da Portela está a ser estudada. A hipótese foi avançada pelo vereador da Câmara de Lisboa, Manuel Salgado, num debate no Barreiro. O presidente da Câmara do Montijo garante já ter sido contactado pela ANA sobre a possibilidade de usar a base aérea número seis do concelho. O novo aeroporto destina-se sobretudo às companhias de baixo custo que operam em Lisboa, servindo também para dinamizar o turismo.  

A aeroporto da Portela está perto do seu limite e está a ser estudada a hipótese de Portela+1, que no caso é o Montijo", disse Manuel Salgado (Reuters/ Arquivo)

A aeroporto da Portela está perto do seu limite e está a ser estudada a hipótese de Portela+1, que no caso é o Montijo", disse Manuel Salgado (Reuters/ Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

"A aeroporto da Portela está perto do seu limite e está a ser estudada a hipótese de Portela+1, que no caso é o Montijo", disse Manuel Salgado durante o debate "Plataforma Multimodal do Barreiro/Terminal de Contentores - Visão e Futuro", que decorreu no Barreiro. 

 

O autarca de Lisboa acrescentou ainda que está a ser ponderada que a ligação entre o Montijo e Lisboa possa ser depois efetuada por barco. 

 

"Está em cima da mesa que, depois, a ligação entre o Montijo e Lisboa possa ser feita pela via fluvial", defendeu. 

 

O presidente da Câmara do Montijo, Nuno Canta, afirmou recentemente à agência Lusa ser precisa uma decisão em relação à localização, no concelho, de um novo aeroporto para companhias 'low-cost' para dinamizar o turismo. 

 

"Já fomos contactados pela ANA para saber se eramos a favor a um aeroporto complementar a funcionar na base aérea nº 6 e dissemos que sim. Sabemos que estão a ser desenvolvidos alguns estudos no local para receber a infraestrutura, mas é preciso que seja tomada uma decisão", afirmou. 

 

O autarca do Montijo refere que um aeroporto complementar para as companhias 'low-cost' seria importante para o turismo e considera a atual base aérea nº 6 como a melhor opção.



Com Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.