sicnot

Perfil

Economia

INE revê crescimento do PIB em alta no 1º trimestre

O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu hoje em alta as suas estimativas de crescimento da economia portuguesa no primeiro trimestre, para 1,5%, face à anterior previsão de 1,4%.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Comparativamente com o trimestre anterior, o PIB aumentou 0,4% em termos reais, com o contributo positivo da procura interna, refletindo o crescimento do investimento e do consumo privado, enquanto o contributo da procura externa líquida foi negativo. 

As Contas Nacionais trimestrais do INE hoje divulgadas estão em linha com o objetivo do Governo de um PIB de 1,6% em 2015.

Há cerca de quinze dias, o INE divulgou uma estimativa rápida das Contas Nacionais do primeiro trimestre de 2015, avançando que o PIB tinha crescido 1,4% em termos homólogos e 0,4% em cadeia.

A previsão é agora corrigida em alta, com o PIB a registar uma variação homóloga de 1,5%, que compara com a taxa de 0,6% observada no trimestre anterior.

A procura externa líquida apresentou um contributo nulo para esta variação, após um contributo negativo de um ponto percentual no trimestre anterior, resultante da aceleração das exportações de bens e serviços e do abrandamento das importações de bens e serviços em volume.

A procura interna desacelerou ligeiramente no primeiro trimestre, passando a ter um contributo de 1,5 pontos percentuais, contra 1,6 pontos percentuais no quarto trimestre de 2014.

A desaceleração da procura interna deveu-se à evolução do investimento, que tinha crescido 3,5% no quarto trimestre e apresentou uma variação nula no trimestre em análise.

O consumo privado acelerou, com um crescimento homólogo de 2,5% no primeiro trimestre, que compara com 2% no trimestre anterior.

A componente de bens não duradouros e serviços apresentou a variação mais expressiva, passando de 1,1% no quarto trimestre para 1,5% nos primeiros três meses de 2015, enquanto a componente de bens duradouros continuou a registar um crescimento acentuado (14,4% face a 13,2%), refletindo as despesas com a aquisição de automóveis.

O consumo público apresentou uma variação negativa de 0,5%, menos acentuada do que o trimestre anterior (-1%).

As exportações de bens e serviços aceleraram para 6,8%, face aos 4,9% observados no trimestre anterior, enquanto as importações abrandaram, registando um aumento homólogo de 6,6%, que compara com os 7,4% do quarto trimestre.


Lusa
  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.