sicnot

Perfil

Economia

Enfermeiros em greve 5ª e 6ª feira contra degradação das condições de trabalho

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) marcou uma greve nacional para quinta e sexta-feira contra a "degradação das condições de trabalho" destes profissionais e pela valorização da carreira de enfermagem.

CARLOS BARROSO/Arquivo Lusa

O presidente do sindicato, José Carlos Martins, acusou o governo de ter poupado os últimos anos cerca de 190 milhões de euros à custa dos enfermeiros, nomeadamente com o aumento do horário de trabalho para as 40 horas semanais, com os cortes nas horas de penosidade, bem como através do congelamento de escalões.

Em conferência de imprensa, hoje em Lisboa, os enfermeiros reconheceram que tem havido "um volume razoável" de enfermeiros admitidos, mas lembram que continua a ser insuficiente para as necessidades.

"Contudo alertamos que uma coisa é cerca de 700 admissões de enfermeiros desde janeiro. Mas isso não significa um aumento de 700 efetivos. Porque apesar destas entradas, também tem havido saídas, sobretudo por imigração e também por aposentação", referiu José Carlos Martins.

O SEP admite que além destes 700 novos contratados, há um concurso para mil vagas nos cuidados de saúde primários, mas os sindicalistas lembram que estes procedimentos concursais são demorados e que estes profissionais levam mais de um ano a começar funções.

"É necessário descongelar um maior volume de admissões porque os concursos são muito demorados", sublinhou o presidente do SEP que considera que faltam no país 25 mil enfermeiros.

Além de mais recursos humanos, o Sindicato insiste na necessidade de valorizar a profissão que tem sofrido vários constrangimentos aos longo dos últimos anos, como congelamento das progressões, corte nos salários, nas horas extraordinárias e nas horas penosas.

Segundo o SEP, metade dos enfermeiros sofre de exaustão física e psíquica e também mais de metade afirma que o seu ambiente de trabalho é mau.

"Há vários estudos que demonstram que se houver número de enfermeiros ajustados às necessidades se reduzem em 30% as infeções hospitalares, reduz-se brutalmente o número de quedas, as mortes e os internamentos. Se houver o número de enfermeiros suficiente, o Estado poupa milhares de euros", afirmou José Carlos Martins aos jornalistas.

O presidente do SEP diz que foram apresentadas propostas de valorização profissional ao Ministério da Saúde que até ao momento não terá apresentado as suas contrapropostas.


Lusa
  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.