sicnot

Perfil

Economia

Juncker insiste na oposição à saída da Grécia da zona do Euro

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, voltou a opor-se a uma saída da Grécia da zona do Euro, argumentando que tal iria afastar os investidores, numa entrevista que será publicada na segunda-feira. 

© Vincent Kessler / Reuters

"Eu não partilho a ideia de que teremos menos problemas e constrangimentos se a Grécia abandonar o Euro", disse Juncker na entrevista ao jornal alemão Süddeutsche Zeitung. 

O luxemburguês, que preside à Comissão, reúne-se na segunda-feira á noite, em Berlim, com a chanceler alemã Angela Merkel e com o Presidente francês François Hollande. 

Apesar de a dívida grega não ser oficialmente a razão desta minicimeira, o chefe do executivo da União Europeia afirmou que ficará "muito surpreso", se esta não estiver no centro da reunião. 

Muito ativo nas últimas semanas para diminuir a tensão entre o novo Governo grego de Esquerda radical e os seus parceiros europeus, Juncker disse temer que uma possível saída da Grécia da moeda europeia forme nos espíritos a "ideia que o Euro não é irreversível". 

Junker adiantou que durante uma visita que fez recentemente ao Japão o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe deixou claro que os investimentos do seu país na Europa "dependiam da confiança" que inspira a moeda única no exterior.



Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.