sicnot

Perfil

Economia

Taxa de inflação na zona euro sobe para os 0,3% em maio

A taxa de inflação anual da zona euro subiu para os 0,3% em maio, em alta face aos 0,0% de abril, de acordo com a estimativa rápida hoje divulgada pelo gabinete oficial de estatísticas da União Europeia. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

REUTERS

O Eurostat estima que o setor dos serviços seja aquele que regista uma maior subida, de 1,0% em abril para 1,3% em maio, seguido da alimentação, bebidas alcoólicas e tabaco (de 1,0 para 1,2%), dos bens industriais excetuando energia (de 0,1% para 0,3%) e da energia (-5,8% para -5,0%).

A estimativa rápida hoje divulgada pelo Eurostat -- que publicará os dados definitivos para maio a 17 de junho -- confirma a tendência de subida da taxa de inflação anual da zona euro, depois de em abril ter saído de terreno negativo pela primeira vez desde dezembro de 2014.

A inflação anual é a evolução dos preços entre o mês de referência e o mesmo mês do ano anterior.

O Banco Central Europeu (BCE) tem como principal objetivo ter, a médio prazo, uma taxa de inflação próxima, mas abaixo de 2%.



Lusa
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras