sicnot

Perfil

Economia

Atraso de magistrada impede aplicação de sentenças em caso que envolve o BPN

Não se consegue aplicar a Justiça num dos processos que envolve o BPN. A juíza do tribunal da Concorrência não cumpriu o prazo para depositar a sentença, que lhe foi dado pelo Conselho Superior da Magistratura.

O atraso deverá ser apreciado pelo Conselho Superior da Magistratura ainda este mês, e poderá ser alvo de processo disciplinar. (Arquivo)

O atraso deverá ser apreciado pelo Conselho Superior da Magistratura ainda este mês, e poderá ser alvo de processo disciplinar. (Arquivo)

Reuters

Já passaram sete meses desde que a juíza condenou os 14 arguidos a contraordenações e, mesmo com um mês em exclusividade para fundamentar a sentença, ainda não o fez.

O atraso deverá ser apreciado pelo Conselho Superior da Magistratura ainda este mês, e poderá ser alvo de processo disciplinar.

Em outubro do ano passado, a juíza agravou as contraordenações aos 14 arguidos em mais de um milhão de euros para além do valores que o Banco de Portugal tinha estipulado.
  • Empresa que gere lixo tóxico do BPN contrata antigo quadro da Tecnoforma
    3:23

    Economia

    A Parvalorem contratou um quadro que trabalhou na Tecnoforma, a empresa de formação profissional onde trabalhou Passos Coelho e Francisco Nogueira Leite, o atual presidente da gestora do lixo tóxico do BPN. A contratação ocorre numa altura em que a Parvalorem avançou com um despedimento coletivo de 50 funcionários. As ligações profissionais de Francisco Banha, o novo quadro, a Francisco Nogueira Leite e Passos Coelho, já duram há quase uma década.

  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor