sicnot

Perfil

Economia

Governador do Banco de Portugal ouvido no parlamento a 12 de junho

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, será ouvido no parlamento a 12 de junho, depois de ter sido nomeado pelo Governo para um segundo mandato à frente do banco central, nos termos da lei em vigor.

Francisco Seco

Na quinta-feira passada, o Governo decidiu enviar à Assembleia da República uma proposta de recondução de Carlos Costa como governador do Banco de Portugal e, nos termos da lei em vigor, a sua nomeação para um novo mandato de cinco anos tem de ser precedida de uma audição em comissão parlamentar.

Nesse sentido, Carlos Costa será ouvido pelos deputados na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública a 12 de junho, confirmou hoje à agência Lusa presidente daquela comissão, Eduardo Cabrita (PS).

A decisão foi tomada na reunião de hoje daquela comissão parlamentar e estava a ser avançada pelas edições on-line do Jornal de Negócios e do Diário Económico.

Na sequência dessa audição pública, a Assembleia da República remeterá um relatório para o Governo, e o Conselho de Ministros depois decidirá a nomeação, explicou o ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, aquando do anúncio da recondução de Carlos Costa na liderança do banco central.

Lusa
  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.